Não lutamos mais contra “os banqueiros”

Os sindicalistas que representam os bancários são uns verdadeiros canalhas. No banco em que trabalho, estatal, o discurso que pregam é que na era FHC aconteceram mais de 30 mil demissões sem justa causa e perda de direitos adquiridos para novos contratados. Eles nomeiam assim, o presidente do Brasil na época, como responsável por todos os males acontecidos na gestão do banco. E não contam que as 30 mil demissões sem justa causa foram por um programa de demissão voluntária, em comum acordo com os demitidos, que além de outras benesses, ainda recebiam a multa do FGTS, em geral embolsando uma pequena fortuna. Também não falam que foi a época da informatização dos bancos, e que a redução dos quadros era um processo óbvio (trabalhei em agência de interior que funcionava tranquilamente com quatro funcionários, mas que nos anos 80/90 contava com um quadro de 18 a 20 pessoas). Tudo o que ocorreu de ruim naquela época tinha autor, Fernando Henrique e o governo PSDB. No governo PT, ocorreram diversas perdas e mudanças para pior, mas quem as perpetrava nunca era Lula ou Gilma. O fim das substituições de cargos, as novas taxas no plano de saúde, aumentos pífios, sucateamento de agências, as tarifas e as metas abusivas, o fechamento dependências das áreas meio, tudo foi executado por um inimigo abstrato e inatingível, chamado de “os banqueiros”. Sempre. Eu cobrei inúmeras vezes que se desse nome aos bois, como era costume fazer anteriormente, pedi que quando reivindicássemos algo, nos direcionássemos ao principal acionista da empresa, a União, e ao ocupante da cadeira presidencial. Desconversavam e respondiam que “com FHC era pior.” O governo PT caiu, há mais ou menos um mês. E agora no jornal do sindicato a conversa já mudou. Não lutamos mais contra “os banqueiros”. A luta é contra o governo golpista que instalou-se no Palácio do Planalto… agora que o PT saiu, redescobriram o que eu sempre disse para ouvidos moucos. Descobriram que quem manda é o presidente do Brasil. É dureza passar treze anos sendo representado por verdadeiros pelegos que estavam lá apenas para proteger os interesses do meu patrão. A máscara caiu, como tinha que cair, mas muitos continuarão sem enxergar. #paz

Por: Thomas Eastwood
Via: Facebook

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.