Delegado da PF Jorge Pontes: Os neo-moralistas estão chegando

Para entendermos a sujeira que encontra-se em curso nessa semana em Brasília é necessário que saibamos "ler" o que os jornais dizem. Há 39 políticos na lista do Rodrigo Janot, contudo, aparentemente, é apenas o presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha que vem sendo alvejado pelo corrente processo no STF. E com dezenas de dados – eivados de sigilo – sendo vazados a quatro cantos ! Só se fala de Cunha, só se vaza detalhes de Cunha ! Em realidade, estamos tratando com um bando de embusteiros. Esse governo e a sua malha de "colaboradores" e "paus mandados" são mágicos, são prestigitadores, são especialistas em distrair, em sofismar e enganar as multidões. Agora começam a promover, na mídia, o linchamento de Cunha, ensaiando um discurso moralizador que clama por seu imediato afastamento da presidência da Câmara. É realmente comovedor. Na verdade não há ninguém escandalizado nem imbuído de qualquer decência nessa iniciativa. O que se deseja é nocautear o principal adversário da presidente Dilma. Querem apenas apressar a punição de um corrupto para salvar um outro, maior ainda. A corrida para incriminar Cunha esconde mais um escândalo de amoralidade. As pedras jogadas contra o Cunha – que, diga-se de passagem, as merecem todas – são lançadas tão somente para salvar a presidente. Outra notícia que correu em paralelo foi o posicionamento do Ministro Dias Toffoli acerca da competência do STE para derrubar a chapa Dilma-Temer. Não se tratou de nenhuma recaída de decência e seriedade. O ministro apenas mandou um recado ao Vice Presidente Michel Temer e ao PMDB que, em outras palavras, quis dizer : "fiquem espertos pois se vocês promoverem o impeachment de Dilma, eu, daqui do STE, derrubo a chapa e levo você junto". É importante que se diga : ninguém que torce pelo defenestramento imediato do Cunha tem boas intenções. Só fazem isso para dar fôlego ao governo mais corrupto da história do Brasil. Da mesma forma, aqueles que torcem para uma sobrevida do presidente da Câmara não são amorais nem coniventes com Cunha, pois sabem que odioso deputado federal já é carta fora do baralho e tem bala na agulha contra o governo petralha. Em suma, querer abrir fogo contra Cunha hoje é, além de medida distrativa, queimar cartucho à toa, pois Cunha já está ferido mortalmente com a avalancha de provas materiais coletadas contra ele. O enfoque sistemático em Cunha é um descaramento que tem como objetivo dar a salvação à Dilma e ao seu governo, que são alvos maiores e mais deletérios do que o moribundo presidente da Câmara dos Deputados, que, aliás, só teve a participação no esquema do Petrolão em razão da complacência do próprio governo do PT. Cunha é apenas um dos muitos bagrinhos – políticos corruptos – que receberam permissão do PT de Dilma Rousseff para pilhar a Petrobras. Concordo que Cunha não tem nem nunca teve condições morais de presidir a casa do povo, mas faço parte daqueles que torcem para que ele, que tanto mal já fez ao país, tenha mais três semanas em seu posto, para que inicie a "descarga" dessa cleptocracia que tomou conta do Brasil. Enfim, torço para que o bandido menor, antes de cair morto, dispare contra o bandido mor, o capo, e comece a nos livrar desse pesadelo.

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.