Definitivamente, o timing da Previ não é dos melhores

Caros Colegas,
Outro dia postei nos grupos um texto do Jornal Valor que citava a fala do Presidente da PREVI, minimizando o fato do Fundo ter vendido R$ 3 bilhões de sua Carteira de Ações.

Na minha confessada ignorância bursátil, achei estranho um Fundo já fechado, mas faltando ainda aposentar 20.000 Associados e com 60 anos estimados para ser encerrado, vender algo como 2% em ações de seu Patrimônio total.

E tudo isso, justo, num momento no qual o ÍNDICE IBOVESPA anda colhendo resultados nos vales mais profundos.

Socorreu-me o Faraco – muitíssimo mais afeito a essas atividades do que eu – dizendo ser normal que, atingida a “maturidade”, determinadas ações venham a ser vendidas, pois hipoteticamente já haverão de ter cumprido os seus papéis.

Na mesma postagem conclamei os colegas experts em atuária a realizar um exercício com os números Patrimoniais do PB1, sem dele excluir os valores surrupiados pela Patrocinadora nas últimas décadas e aplicando ao resultado os mesmos indicadores de rentabilidade obtidos anualmente e nas diferentes rubricas, para que se tenha uma ideia a quanto montaria presentemente aquele Patrimônio.

Minha dúvida de ignorante bursátil é: será que se o PB1 não tivesse sido escoimado daqueles valores, a PREVI, mesmo que os papéis tivessem atingido a maturidade, precisaria deles se desfazer nessa fase de baixa da bolsa?

Agora, em matéria abaixo, vem o Instituto EMPIRICUS RESEARCH estranhar sarcasticamente vários posicionamentos da PREVI, colocando assim mais do que uma pulga na minha orelha.

Leiam e tirem suas conclusões. Sete parágrafos e seis “alfinetadas”.

O que o Rodolfo do Empiricus sabe e nós não?

Pé esquerdo
Definitivamente, o timing da Previ não é dos melhores
Estão vendendo bem na hora de comprar
Por Rodolfo Amstalden – 13/10/15 – EMPIRICUS RESEARCH
Enquanto o Ibovespa flerta com mínimas pré-históricas, a Previ discute reduzir gradualmente sua exposição a renda variável.
Definitivamente, o timing da Previ não é dos melhores.
Estão vendendo bem na hora de comprar.
O engraçado é que, ao ler as opiniões do presidente da Previ no Valor, fiquei com a nítida impressão de que ele não queria estar reduzindo exposição em Bolsa.
Não deve ser fácil investir coletivamente ao contragosto pessoal.
Felizmente, você não precisa lidar com esse tipo de contradição.
O investidor individual pode se dar ao luxo de colocar seu dinheiro naquilo em que realmente acredita.

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.