Assembleias decidem pela greve

imagem

Por todo o país, assembleias realizadas ontem decidiram pela greve por tempo indeterminado a partir do dia 6/10. O bancários recusaram a proposta de reajuste de 5,5% no salário e R$ 2.500,00 de abono. Eles alegaram que o índice representaria uma redução de 4,38% no salário, tendo como base uma inflação de 9,88% no período. Cálculos divulgados pelo Sindicato feitos em cima do salário médio de um bancário, apontam que essa diferença no reajuste (4,38%) representaria uma perda de R$ 1.983,00 ao longo do ano.

Reação da Fenaban

A Fenaban (Federação Nacional de Bancos) informou por nota que “a proposta visa compensar perdas decorrentes da inflação passada, sem contaminar os índices futuros, o que iria contra os esforços do governo para reequilibrar os fundamentos macroeconômicos”. O documento destaca que a proposta da federação mantém o poder de compra médio da categoria nos últimos doze meses e que, desde 2004, houve um processo de aumento real dos salários dos bancários sem interrupção.

“O reajuste de 5,5% está em linha com a expectativa de inflação para os próximos 12 meses. Índices acima das expectativas de inflação podem contribuir para maior dificuldade na queda dos índices inflacionários”, informa a nota. Além do reajuste salarial, os bancários receberiam participação de 5% a 15% dos lucros dos bancos.

De acordo com a FENABAN, essa fórmula de distribuição do lucro, aplicada, por exemplo, ao salário de um caixa bancário, de R$ 2.560,00, pode garantir o equivalente a até quatro salários. Os bancos ofereceriam ainda um abono de R$ 2.500 que seria distribuído igualmente para toda a categoria dos bancários sem ser incorporado aos salários.

Bases em greve

Até as 22h20, 72 sindicatos na base da Contraf-CUT haviam deflagrado greve a partir da próxima terça-feira. Reação semelhante houve na base da Contec. Foram 13 estados e as principais capitais:

  • Acre (AC)
  • Alagoas (AL)
  • Amapá (AP)
  • Bahia (BA)
  • Ceará (CE)
  • Maranhão (MA)
  • Mato Grosso (MT)
  • Pará (PA)
  • Pernambuco (PE)
  • Piauí (PI)
  • Rio Grande do Norte (RN)
  • Rondônia (RO)
  • Roraima (RR)

Cidades e regiões:

  • ABC (SP)
  • Alegrete (RS)
  • Angra dos Reis (RJ)
  • Apucarana (PR)
  • Araranguá (SC)
  • Barretos (SP)
  • Belo Horizonte (MG)
  • Blumenau (SC)
  • Brasília (DF)
  • Campina Grande (PB)
  • Campinas (SP)
  • Campo Grande (MS)
  • Campo Mourão (PR)
  • Campos de Goytacazes (RJ)
  • Carazinho (RS)
  • Caxias do Sul (RS)
  • Chapecó (SC)
  • Cornélio Procópio (PR)
  • Criciúma (SC)
  • Curitiba (PR)
  • Dourados (MS)
  • Extremo Sul da Bahia (BA)
  • Feira de Santana (BA)
  • Florianópolis (SC)
  • Guarapuava (PR)
  • Guarulhos (SP)
  • Ipatinga (MG)
  • Itabuna (BA)
  • Itaperuna (RJ)
  • Jundiaí (SP)
  • Limeira (SP)
  • Londrina (PR)
  • Macaé (RJ)
  • Mogi das Cruzes (SP)
  • Niterói (RJ)
  • Nova Friburgo (RJ)
  • Paranavaí (PR)
  • Passo Fundo (RS)
  • Petrópolis (RJ)
  • Piracicaba (SP)
  • Ponta Grossa (PR)
  • Porto Alegre (RS)
  • Rio de Janeiro (RJ)
  • Rondonópolis (MT)
  • Santa Cruz do Sul (RS)
  • Santa Maria (RS)
  • Santa Rosa (RS)
  • São Paulo (SP)
  • Taubaté (SP)
  • Teófilo Otoni (MG)
  • Teresópolis (RJ)
  • Toledo (PR)
  • Três Rios (RJ)
  • Vale do Paranhana (RS)
  • Vale do Ribeira (SP)
  • Videira (SC )
  • Vitória da Conquista (BA)
  • Zona da Mata e Sul de Minas (MG)

Outras assembleias ainda serão realizadas hoje em várias regiões do país.

> Leia também: Lucro sobe e PLR pode ser 60% maior

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.