Bancários vão para as ruas cobrar proposta decente

Atos nesta quarta são recado para federação dos bancos, na sexta tem rodada de negociação. Trabalhadores também aguardam retorno das direções do Banco do Brasil e da Caixa Federal.
As três pautas foram entregues no dia 11 de agosto

São Paulo – Os bancários esperam para sexta-feira 25 uma proposta da federação dos bancos (Fenaban) à pauta de reivindicações da Campanha Nacional Unificada 2015 para renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. Nos bancos públicos – Banco do Brasil e Caixa Federal – os trabalhadores também aguardam retorno das direções das empresas sobre os respectivos acordos coletivos específicos aditivos à CCT. Na Caixa, ainda há uma reunião marcada para a mesma sexta 25.

Quarta-feira 23 é Dia Nacional de Luta. Os bancários estarão nas ruas e darão um claro recado aos bancos: “estamos mobilizados”. Como em todos os anos, a disposição do Comando da categoria é resolver a campanha em mesa de negociação.

“Essa será a quinta rodada de negociação com a Fenaban e esperamos que apresente uma proposta que satisfaça não só as necessidades econômicas dos bancários, mas também as reivindicações nos temas de emprego, saúde, segurança e igualdade de oportunidades”, afirma a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira, uma das coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários que negocia com os bancos.

A categoria reivindica índice de 16% (reposição da inflação mais aumento real de 5,7%) para reajuste dos salários. Também definimos o piso com base no salário mínimo do Dieese e a PLR de três salários mais R$ 7.246,82 de parcela fixa adicional.

“A pauta foi entregue no dia 11 de agosto e fizemos quatro rodadas de negociação. Esperamos que a proposta apresentada na próxima mesa seja condizente com um setor que viu seus lucros crescerem 27% no primeiro semestre deste ano. Esse resultado, de mais de R$ 36 bilhões, foi construído pelos trabalhadores e eles devem ser valorizados”, reforça a dirigente.

Específicas – A Comissão de Empresa dos Funcionários cobrou, na reunião de sexta 18, que a direção do Banco do Brasil apresente sua proposta global para a renovação do aditivo. João Fukunaga, diretor do Sindicato e integrante da comissão de empresa que negocia com o BB, destacou após a reunião que todos os temas da pauta entregue em 11 de agosto já foram abordados. “Temos a convicção de que o banco tem condições de atender todas elas (reivindicações)", afirmou, logo após a mesa de sexta 18.

Na Caixa, a intransigência da diretoria continua sendo a tônica da mesa de negociação com a Comissão Executiva de Empregados (CEE). Na quarta rodada específica, também na sexta-feira 18, os representantes do banco disseram “não” para a reivindicação de novas contratações, o principal tema da mesa. Negaram ainda as propostas relativas a carreira, jornada, condições de funcionamento das agências e sobre o Saúde Caixa.

"Teremos uma próxima rodada de negociação no dia 25 e esperamos que a Caixa mude de postura e que finalmente venha para a mesa com respeito aos empregados e respostas positivas às principais reivindicações”, afirmou após o debate com a direção do banco Dionísio Reis, diretor executivo do Sindicato e integrante da CEE, que participa das negociações.

Redação – 21/9/2015
– See more at: http://www.spbancarios.com.br/Noticias.aspx?id=12658#sthash.uOqrWWGA.dpuf

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.