Reforma em pauta

CORREIO BRAZILIENSE – DF |

A presidente Dilma Rousseff embarcou ontem para a Austrália para participar da reunião do G-20. Mais do que apresentar ao grupo de países mais desenvolvidos as ações que o Brasil está tomando para tentar retomar o crescimento econômico, a presidente está preocupada em aproveitar as longas horas da viagem para organizar a reforma ministerial para o segundo mandato.
A principal missão é definir o novo titular do Ministério da Fazenda. Como prova de desejo de uma transição suave, Dilma levou o ministro Guido Mantega ao seu lado para o G-20. Ele vai ser fundamental nesta ponte entre a atual equipe econômica e a futura. Dilma ainda hesita sobre o perfil a ser escolhido para a Fazenda. Ela gostaria de emplacar o nome de Nelson Barbosa, ex-secretário executivo do próprio ministério e que deixou o cargo brigado com o secretário do Tesouro, Arno Augustin.
Mas Lula e o mercado financeiro desejam um nome mais forte e representativo para azeitar a interlocução com os empresários, relação que ficou esgarçada ao longo do primeiro mandato de Dilma. Especulou-se inicialmente que o indicado poderia ser o atual presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco. Mas ele disse a pessoas próximas que prefere continuar no Banco. Com isso, crescem as expectativas sobre a indicação do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles. A dúvida é se ele teria autonomia, como deseja, para exercer a função de ministro da Fazenda. (PTL)

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.