Funcionários da Caixa e do BB enviam e-mails com críticas a Aécio

Servidores encaminharam e-mails para colegas nos quais afirmam que, caso eleito, tucano prejudicaria os bancos públicos; bancos já tomaram providências

14.10.2014 | 19:58
inShare

Murilo Rodrigues Alves e Andreza Matais – O Estado de S. Paulo

Brasília – Uma funcionária da Caixa utilizou o e-mail corporativo do banco para enviar mensagem a colegas com a ameaça de que o banco será "privatizado" caso o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, vença as eleições. O Estado apurou que o e-mail foi enviado a um número restrito de destinatários. A funcionária foi advertida pelo ato pelo supervisor direto e teve a conta bloqueada, assim que o banco teve conhecimento da ação.

Procurada, a Caixa informou que possui regras de conduta que vedam a prática de uso indevido do e-mail corporativo da empresa. "Empregados que não seguem as normas estão sujeitos a suspensão de utilização da ferramenta, dentre outras medidas administrativas previstas em normativos internos", disse o banco, por meio da assessoria de imprensa.

Servidores do Banco do Brasil também receberam no e-mail corporativo mensagem com teor semelhante. Com o título "Tucanos querem acabar com os bancos públicos", o e-mail partiu de um grupo que se denomina "Unidade BB", formado por "militantes sindicais e políticos", ligados à Articulação Sindical, corrente da CUT.

"Armínio Fraga, o ministro da Fazenda que Aécio Neves nomearia se fosse eleito, quer destruir os bancos públicos", afirma o e-mail enviado para funcionários e agência por meio de uma conta do Yahoo. "Sem o aumento das operações de crédito do BB, o Brasil não teria saído da crise de 2008 muito mais rápido que qualquer país do mundo", diz o texto. O grupo ainda ressalta o papel da Caixa na construção de moradias populares, por meio do Minha Casa, Minha Vida, e do BNDES, no financiamento a projetos de infraestrutura.

A mensagem diz, que além de "acabar com os bancos públicos", Aécio e Armínio vão "ressuscitar" a política do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (FHC), que consiste, segundo o texto, em demissões e arrocho salarial. "Esse filme já assistimos. Vamos ver de novo?", finaliza.

Os endereços eletrônicos dos funcionários do BB não são dados exclusivos da instituição. Associações de servidores e aposentados, além dos sindicatos, têm acesso aos contatos. No entanto, os servidores do BB não têm autorização para acessar outras contas de e-mail nos computadores da instituição, a não ser o corporativo. Ou seja, provavelmente o e-mail não foi disparado de dentro do banco.

O BB informou que a equipe de tecnologia do banco identificou e-mails dos funcionários partindo do destinatário Unidade BB com esse teor na tarde de segunda-feira. O banco bloqueou essas mensagens dentro da política de controle de spam.

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.