Sem apoio, presidente tira tesoureiro do PTB da Caixa

O ESTADO DE S. PAULO – SP | POLÍTICA
Murilo Rodrigues Alves BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff exonerou ontem o primeiro tesoureiro do PTB, Luiz Rondon Teixeira de Magalhães Filho, do cargo de vice-presidente da Caixa Econômica Federal. Nomeado para a vaga com o intuito de angariar o apoio do partido à candidatura à reeleição, Rondon ficou pouco mais de um mês no posto.

O motivo da saída é que o PTB tinha se comprometido a apoiar a reeleição de Dilma, mas acabou, na última hora, anunciando seu apoio ao candidato do PSDBà Presidência, Aé-cio Neves. Ao declarar adesão à campanha do candidato tucano, o presidente do PTB, Benito Gama, alegou divergências nas alianças estaduais com o PT.

No lugar de Rondon, assumiu Antônio Carlos Ferreira, funcionário de carreira do Banco há 30 anos. Ligado à deputada Rose de Freitas (PMDB-ES), ele ocupava o cargo de superintendente da Regional Norte do Espírito Santo. Ferreira assumirá a vice-presidência corporativa, responsável por cuidar do relacionamento com as empresas que são clientes do Banco.

Com essa indicação, o PMDB foi responsável pela nomeação de cinco das doze vice-presidências da Caixa. A vice-presidência corporativa era tradicionalmente ocupada por alguém indicado pelo partido até que, em meio às negociações por apoio de legendas à reeleição, Dilma preferiu acomodar no cargo o PTB, fato que gerou reclamações de peemedebistas.

Como recompensa à vitória apertada pelo apoio do PMDB à reeleição, a presidente já tinha agradado o partido com a nomeação, em 17 de junho, de Roberto Derziê, funcionário de carreira há mais de 20 anos, para a área de operações corporativas do Banco, unidade responsável pela expansão da rede de agências, contratos e licitações.

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.