Em Dia de Luta, Região Centro Norte manda recado ao Banco Itaú e cobra mudança de atitude



Qua, 16 de Abril de 2014
MONTAGEM-ITAU

(Cuiabá-MT) – O Dia Regional de Luta no Itaú Unibanco na Região Centro Norte, realizado nesta quarta-feira(16), paralisou o atendimento de pelo menos 18 agências da Região Centro Norte do país (Veja quadro abaixo).
Sete estados mais o Distrito Federal estiveram envolvidos nesse ato de protesto: Roraima, Pará, Amapá, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Acre, Rondônia e Distrito Federal participaram desse movimento que envolveu 12 sindicatos de Bancários que realizaram ações sindicais simultâneas nesta mesma data para protestar pelo fim das arbitrariedades que o banco tem praticado contra seus clientes e funcionários.

Os dirigente denunciam que apesar de ter alcançado um lucro líquido recorde de R$ 15,8 bilhões, o resultado bilionário não saciou a ganância dos banqueiros, que persistem com uma postura omissa e não provê segurança aos usuários, clientes e bancários.

* Acesse aqui o Jornal Itaunido Especial Região Centro Norte e a Carta Aberta entregue a População e Clientes

O Presidente da Fetec-CUT/CN, José Avelino agradeceu o empenho de todos os companheiros e companheiras, dirigentes dos sindicatos filiados a federação, que realizaram esse dia de Luta no Itaú Unibanco, específico para a Região Centro Norte. “Hoje a Região Centro Norte mandou um recado à direção do Banco Itaú Unibanco, para que mude sua postura. Os problemas denunciados são muitos e todos muito graves. Esperamos que o banco ao tomar conhecimento de tudo o que vem ocorrendo em nossa região, chame o movimento sindical para discutirmos e apresente soluções”, cobrou José Avelino.

Prática Antissindical no Amapá: Dirigentes sindicais do Sintraf-Amapá enfrentaram a Polícia Militar durante protesto em agência. Segundo informações dos policiais, as viaturas da PM foram acionadas pelo gerente geral da Agência do Itaú Unibanco nº 8529 – Macapá-AP, Franco Andrey Ferreira Silva, que segundo os policiais solicitou a presença da polícia para abrir a agência que encontrava-se fechada durante o protesto dos sindicalistas.

“Nós repudiamos veementemente a atitude do banco Itaú Unibanco de Macapá, em chamar a polícia para os trabalhadores. Práticas como essa não constroem um ambiente de respeito a legislação, a sociedade e com os seus trabalhadores. Tomaremos as medidas cabíveis para que isso nunca mais ocorra”, disse o presidente da Fetec-CUT/CN José Avelino.

Confira algumas das ações arbitrárias que o banco vem praticando para aumentar seus lucros:

– Abertura de agências de negócios, sem vigilantes e sem porta giratória;
– Discriminação no atendimento de clientes em agências com horário estendido;
– Inúmeras demissões por justa causa de bancários de base, por motivo torpe;
– Discriminação contra as grávidas, que ao retornar ao banco, ficam sem carteira de clientes;
– Caixas com diferenças de valores elevados, esses caixas estão sendo contratados e o banco não oferece antes o curso imediato de caixa para o exercício da profissão;
– O plano de saúde Unimed está gerando sérios problemas aos bancários nas bases do Amapá e Campo Grande/MS;
– Plano Odontológico/Interodonto: rede credenciada não atende a demanda dos bancários de Brasília/DF;
– Agências com segurança frágil, ou sem segurança aos clientes e bancários: sem porta giratória, sem proteção adequada. Demissões de dirigentes sindicais, por justa causa, sem que o Itaú tenha instaurado auditoria para comprovar ou não a possível acusação;
– Além disso: demissões, metas abusivas principalmente aos caixas, quadro funcional defasado, sobrecarga de trabalho, falta de diálogo com dirigentes sindicais, dupla função aos Go`s: chefes de serviços com jornada extensa, as vezes até 10 horas de trabalho contínuo, sabotagem na papeleta que afere o tempo de fila, sabotagem na emissão de senhas nas localidades onde há lei das filas.

Veja um balanço resumido das ações sindicais realizadas pelos sindicatos:

Dourados-MS: Paralisou 01 Agência com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Amapá-AP: Paralisou 02 agências – Uma tempo integral outra parcial com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Campo Grande-MS: Paralisou 04 Agências com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Rio Branco-AC: Paralisou 01 agência com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Brasília-DF: Paralisou 04 agências com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Boa Vista-RR: Paralisou 01 agência com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Cuiabá-MT e Várzea Grande-MT: Paralisou 04 agências com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Porto Velho-RO: Paralisou 01 agência com protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes;
Rondonópolis-MT: Realizou protesto e panfletagem junto aos bancários e clientes.

Fonte: Fetec-CUT/CN com informações dos sindicatos filiados

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.