Procurador Adélio Justino Lucas é homenageado pelos bancários do Banco do Brasil

dsc_0028.jpg“Obrigado dr. Adélio!” Visivelmente emocionada, com a voz embargada e lágrimas nos olhos, a bancária aposentada Valéria Batista Correa iniciou seu discurso. “O senhor conseguiu mudar a história do Banco do Brasil, e em consequência, o legado das Estatais brasileiras. Você trouxe esperança, dignidade. Lutamos por um mínimo de igualdade, um mínimo de dignidade social. Obrigado pelo princípio da Justiça. Obrigado pela esperança.”. Essas foram as palavras de agradecimento, abrindo a reunião de homenagem ao procurador Adélio Justino Lucas.

Recentemente, o procurador Adélio Lucas ajuizou Ação Civil Pública contra o Banco do Brasil S.A. pedindo a condenação da instituição financeira por demitir sem justa causa imotivadamente os seus empregados e por despedir, descomissionar ou retaliar aqueles que demandam judicialmente o Banco. A audiência de julgamento está agendada para o dia 7 de março. O mérito será julgado na 4ª Vara do Trabalho de Brasília.

Para o procurador Adélio Lucas, o Ministério Público do Trabalho tem a função constitucional de defender a aplicação da legalidade. “As vezes nós atuamos com maior intensidade, principalmente, quando lidamos com o sofrimento das pessoas. Neste caso, o Banco do Brasil está cerceando o direito dos trabalhadores. Temos que combater essa prática”, esclarece o procurador.

Para o bancário Manoel Leite Guimarães, as conquistas alcançadas pela categoria no ajuizamento da Ação terão repercussão em outras entidades do setor público. “Com certeza, sua atuação não vai repercutir apenas no Banco do Brasil, como vai influenciar outras estatais”, vaticina.

Também participaram da reunião, os bancários Heloísa Maria da Silva Cortes, Priscila Labanca de Castro e Manoel Leite Magalhães.

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.