Cassado título de cidadão honorário de Pizzolato

O GLOBO – RJ | O PAÍS

Mensaleiro tinha recebido honraria em toledo (pr), onde fez carreira sindical

TOLEDO (PR) > Em votação apertada, por 10 votos a 9, foi aprovada na sessão de ontem da Câmara de Vereadores de Toledo (PR) a cassação do título de cidadão honorário concedido em 1994 ao ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, foragido da Justiça por envolvimento no caso do mensalão. O projeto de lei número 235, que cassou a honraria, é de autoria dos vereadores Neudi Mosconi (PDT) e Tita Furlan (PV).

A votação no Legislativo da cidade onde Pizzolato fez carreira sindical e política foi cercada de polêmica e polarizada entre oposição e situação ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

O presidente da Câmara, Adriano Remonti (PT), foi um dos mais exaltados com o debate. Chegou a tirar o paletó e arregaçou as mangas para defender o título de cidadão honorário a Pizzolato.

– A Câmara não pode ignorar uma condenação tão grave e deve deixar o partidarismo de lado na hora de votar o projeto – disse o vereador Eudes Dall´Agnol (PP).

Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato e formação de quadrilha, na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.