Greve cresce em Brasília e, com a chuva, passeata acontece nesta quarta

24/09/2013

Crédito: Seeb Brasília
Seeb BrasíliaMobilização no CSO/SIA/DITEC do Banco do Brasil

Deflagrada na última quinta-feira (19), a greve nacional dos bancários em Brasília cresceu consideravelmente nesta terça-feira (24), sexto dia do movimento. No Distrito Federal, a paralisação também atingiu as agências bancárias da região administrativa do Lago Sul e os centros administrativos do Banco do Brasil, localizados na Asa Sul.

Crescente, a greve foi ampliada com o fechamento de 9.665 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados em todo o território nacional.

Neste ano, a categoria luta por aumento real de salário, valorização do piso, mais contratações e fim da rotatividade, melhores condições de trabalho, mais segurança e igualdade de oportunidades.

“O silêncio dos bancos não vai desmotivar nosso movimento, que é legítimo e luta por melhorias para toda a população. Pelo contrário, vamos transformar a indiferença e desprezo das instituições financeiras em protestos, agências fechadas, cartazes e comitês de esclarecimento em cada local de trabalho”, afirmou o presidente do Sindicato, Eduardo Araújo, que representa os trabalhadores de Brasília no Comando Nacional dos Bancários.

“Contamos com a ajuda de todos os bancários e bancárias para intensificar nosso movimento em todas as dependências. Vem para luta, colega”, completou.

Chuva obriga adiamento de passeata

Em virtude da forte chuva que provocou estragos e alagamentos em Brasília, os bancários e bancárias, que compareceram ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão na tarde desta terça, decidiram adiar para esta quarta (25) a passeata.

A concentração, que será realizado em conjunto com os trabalhadores dos Correios, também em greve, será às 16h. A passeata vai sair do Ministério em direção à Rodoviária do Plano Piloto, onde ocorrerá uma panfletagem sobre a greve.

Quem faz a greve é o conjunto da categoria

Instrumentos essenciais para o fortalecimento da greve, os comitês de esclarecimento continuam funcionando a todo vapor no Distrito Federal. Formado por dirigentes sindicais e bancários da base, os comitês serão fortalecidos em todas as regiões.

Dentro da estratégia para ampliar a mobilização em todo o DF, os bancários realizaram, nesta terça, manifestações na região administrativa do Lago Sul e no Plano Piloto. Os atos receberam manifestações de apoio da população.

“A greve não é de um e sim de todos, uma vez que os avanços e as conquistas também serão para todos. Por isso, convidamos os bancários e bancárias que ainda não aderiram ao nosso movimento. É hora de unirmos forças para intensificar a luta da Campanha Nacional 2013”, disse Fabiana Uehara, diretora do Sindicato e da Contraf-CUT.

Fonte: Contraf-CUT com Seeb Brasília

Anúncios

Sobre Blog dos Bancários

Bancário
Esse post foi publicado em Noticias. Bookmark o link permanente.