Blog Bancários

Espaço de diálogo e construção de uma nova realidade.

​BANCO DO BRASIL APRESENTA PROPOSTA PARA A CASSI E DEBATE PROSSEGUE

Posted by Blog dos Bancários em 23/08/2016

O Banco do Brasil apresentou nesta segunda-feira, dia 22, uma proposta para a Cassi, envolvendo o desenvolvimento de projetos e investimentos pelo banco e associados, com o objetivo de dar equilíbrio financeiro e ampliação dos programas de saúde da Caixa de Assistência. 
A proposta consiste em várias fases, como a de Governança, Gestão e Operação, incluindo desenvolvimento de projetos com apoio de consultoria especializada para análise, revisão e validação dos Modelos de Promoção de Saúde e Prevenção de Doença e dos modelos do Plano de Saúde.

A proposta financeira apresentada prevê contribuição mensal extraordinária dos participantes do Plano de Associados, ativos, aposentados e pensionistas, no valor de 1% do salário ou benefício até dezembro de 2019.

O Banco do Brasil se compromete com a contratação e pagamento das despesas com a consultoria especializada para análise dos projetos e com o ressarcimento extraordinário, também até dezembro de 2019, de despesas mensais dos Programas de Atenção Domiciliar – PAD e Assistência Farmacêutica – PAF, das Coberturas Especiais e da estrutura própria de atendimento composta pelas CliniCassi. Estas despesas mensais seriam de programas vinculados ao Plano de Associados em montante equivalente à contribuição extraordinária dos associados.

O montante de recursos extraordinários projetado será de aproximadamente 34 milhões de reais mensais, somando-se os recursos do BB e dos associados.

ACOMPANHAMENTO, PRESTAÇÃO DE CONTAS E AUDITORIA

Como forma de acompanhamento dos projetos e implementação das propostas, a Cassi deverá fazer prestação de contas trimestrais ao Corpo Social (Associados) e ao Banco do Brasil.

A Cassi deverá também instituir uma Gerência de Assessoramento ao Comitê de Auditoria (COAUD) para reforçar o papel de apoio do COAUD ao Conselho Deliberativo em relação à supervisão dos processos internos e também o acompanhamento dos projetos. 

A proposta contempla ainda a necessidade de aperfeiçoamento no processo de recrutamento e seleção da Cassi e melhoria no sistema de acompanhamento de gestão, com indicadores a serem desenvolvidos e estabelecidos pela Governança da Cassi.

CONSULTA AO CORPO SOCIAL

Para ser validada, a proposta deverá ser formalizada por meio de acordo entre as entidades que compõem a Mesa de Negociação, nos colegiados da Cassi e do BB e encaminhada para consulta ao Corpo Social.

ENTIDADES COBRAM MELHORIAS NA PROPOSTA

As entidades que compõem a Mesa de Negociação afirmaram ao Banco que há necessidade de revisão nos valores apresentados, uma vez que a proposta do banco alteraria a proporcionalidade em relação à contribuição extraordinária dos associados, considerado o custeio atual da Cassi de 60% para 40%.

 Os representantes dos funcionários, assessorados por dirigentes eleitos da Cassi, cobraram ainda que o banco faça um detalhamento de cada programa no âmbito da Cassi, para que se tenha um melhor esclarecimento da proposta apresentada.

 A NEGOCIAÇÃO CONTINUA

Foi acertada uma reunião entre a área técnica do BB e a Diretoria da Cassi para ser realizada até o final desta semana, quando será agendada nova reunião da Mesa de Negociação para o Banco apresentar respostas às melhorias solicitadas pelas entidades, como forma de dar continuidade às negociações.

Diretoria Executiva da Contec

Posted in Noticias | Leave a Comment »

Eleições Previ

Posted by Blog dos Bancários em 23/08/2016

Candidato chapa branca, Zeca afirma que não reconhece entidades do funcionalismo

    A eleição para diretor de planejamento da Previ teve origem na renúncia de um diretor que se dizia independente. Depois de dois anos sem mostrar capacidade para a função e de ter cometido possíveis desvios comportamentais, renunciou.

    Na tentativa de tomar a representação dos associados na Previ, o banco lançou o seu candidato, Zeca, que até dias atrás era diretor de distribuição do Banco. A diretoria que usa o chicote (assédio moral, perseguição e desrespeito) para fazer cumprir metas abusivas.    

    O candidato patronal afirma em seu material que “…não sigo orientação de entidades representativas…”, ou seja, é o candidato de si mesmo. Ele vai fazer a vontade do banco e não respeitar o direito dos associados.

    Estamos em um momento decisivo. Os funcionários têm duas opções, escolher alguém que tenha compromissos com os participantes ou aquele que se somará ao banco para atacar nossos direitos.

    Afirmar que não respeita as entidades do funcionalismo é o mesmo que dizer que não respeita as decisões dos funcionários tomadas nos seus fóruns decisórios. Isto significa tirar a representação dos associados na principal instância de decisão da Previ, onde se definem as regras de benefícios e os cuidados com o patrimônio dos mais de 200 mil participantes.

Posted in Noticias | Leave a Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.839 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: